Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, outubro 19

Defina ideal!

Passamos a maior parte de nosso tempo sonhando, ou melhor, buscando encontrar o amor de nossas vidas. Mas, diariamente centenas de possíveis amores passam por nós sem que demos conta: a menina bonita que passou, o guri que ficou me olhando, a mulher que cumprimentou-me, enfim, pessoas que talvez não mais vejamos e que poderiam nos fazer felizes.

Mas como reconhecer a pessoa certa? Como saber se a moça ou o moço que acabou de passar seria a pessoa que mais amaria-me? Ninguém sabe dizer, ninguém poderia afirmar. Passamos tempo demais esperando o amor perfeito.

Talvez a resposta seja simples e única: o amor está em TUDO! Sim, está em todos. Passamos tanto tempo absortos na ilusão da pessoa ideal que não nos possibilitamos ser a pessoa certa. De uma vez por todas: NÃO EXISTE A PESSOA IDEAL!

Somos todos ideais, e isso denomina-se de acordo com o momento e a situação de cada um. Talvez o (a) seu (a) príncipe/princesa encantado (a) esteja mais próximo de você do que imagina, mas você não repara, você tem medo, você foge, resumindo...: você não se permite.

Existem coisas que passam e se perdem. Não podemos fazer de nossas vidas uma dessas coisas.

A impossibilidade torna-se algo irreal, desde que usemos e abusemos de todas as possibilidades para tornar possível aquilo que acredita-se ser impossível.

Vício

Viciado

É algo estranho
que faz de mim
um servo teu

Eu tento
me livrar, mas
uma atração, algo sobrenatural
me puxa, me leva até você.

Um imã.
É isso o que tu és.
Algo que o atrai o meu
coração de ferro e o

faz refém.
Como posso lutar
contra aquilo que tanto
amo?

Quando foi que fiquei tão dominado?
Você está em tudo que
me rodeia...
Eu a vejo nos
meus maiores devaneios.

A droga do seu eu
perdido no meu,
o meu vício.

segunda-feira, outubro 5

Ôoooou

Já não tenho mais tantas belas palavras para escrever por aqui.. Hoje já não é mais como antes. Me falta inspiração. E a naturalidade de expressar o que sinto já não vem com tanta clareza como costumava vir..
Ando por aí, atras de qualquer adrenalina. Qualquer coisa que me faça ter vontade de viver mais, que faça com que me sinta vivo. Procuro aventuras e paixões incomuns, que possam alterar um pouco o meu atual estado de espiríto.
Eu não sou triste. Não, eu não sou assim. Mas talvez eu queira realmente ser triste.. Não ligo para opinão alheia, não me iludo com a esperança de amores/amizades eternas, até porque a vida é mesmo assim, feita de momentos que tornam-se eternos mais pela forma como acontecem do que pela real importância das pessoas. O ser humano é podre! Tiro minhas próprias conclusões baseado em mim mesmo... Cansei de todas as mesmas hipocrisias!