Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, janeiro 24

Pena...

Pena

Abro meus olhos
E sinto vergonha do que vejo.
É tanta desgraça
Que fica difícil falar.

Sinto pena dessa gente
Que é tão miserável.
Sinto raiva desse povo
Que diz que somos uma nação.

O que seria mais compadecedor:
A miséria de uns tantos ou
O egoísmo de muitos outros?

Brava gente brasileira
Que aos poucos vai destruindo
O que sobrou de sua gente.

O bicho-homem é o maior vilão
De muitos tempos e
Será ele, o único responsável
Pela extinção de toda a raça humana.


Alê...

Revolucione !

Revolucione !

Dane-se todas essas norminhas
Ridículas que todos seguem.
O que importa é o que você é.
Lute por tudo aquilo que achar que vale a pena.

O mundo pertence a quem se atreve,
Então não seja mais um subordinado
Sem opinião alguma sobre nada
No meio desse bando de hipócritas.

Cause uma revolução.
Seja um revolucionário.
Mude o mundo, ou pelo
Menos os que estão ao seu redor.

Inspire-se só em caras exemplos,
Tipo: Che Guevara, Joana Darc e Tiradentes.
E não nesses burguesinhos branquelos
Que são gerados pela nossa “mãe sociedade”.

Se precisar morrer, morra!
Não tenha medo da morte,
Não é matando um corpo
Que se elimina um homem.

Seja um revolucionário.
Cause uma revolução.
Seja quem você quiser e
Se precisar morra pelo que você acredita.

Só de putaria ...

Só de putaria

Quero mais é aproveitar
E viver o que
Eu posso nesse mundo
De porcos capitalistas.

Quero levar a vida numa boa
Sem ter que seguir parâmetros imbecis.
Não quero ser só mais um robô
Na mão dessa sociedade hipócrita.


Que mundo de merda!
Esses animais que se julgam inteligentes
Vão acabar de “fudê”
Com tudo o que existe.

Nos tempos de hoje
Apaixonar-se é para os fracos e burros...
Nem o amor sobrevive no
Meio dessa enorme putaria.

Se minha vida for longa
Que seja boa feito uma foda.
Se for curta, que seja como uma gozada:
Breve e extremamente prazerosa.

Quando penso em você...

Quando penso em você,
Me seguro para não chorar.
Mas sinto uma paz tão grande
Que vai tomando conta de mim
Quando eu começo a imaginar
coisas que jamais acontecerão.

Quando pensdo em você,
Entro numa guerra comigo mesmo.
Metade de mim te deseja, mas
A outra te odeia mais que tudo.

Quando penso em você,
Imagino que poderia ter sido diferente.
E sinto que pensas muito em mim,
Mas às vezes acho que foi melhor assim.

Quando penso em você,
Acho que me engano e finjo
Que não estou nem aí.
Só sei que agora nada sei.
Meu futuro é bem incerto.

Mas creio que isso logo terá um fim
Porque não vou mais pensar
Em te ter, em te ver, em te querer.
Enfim, não vu mais
Pensar em você tanto assim.