Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, dezembro 26

Sozinho e solitário

Alguém por gentileza seja mais presente! Por favor, ok?

"Um brinde à solidão,
companheira efêmera em horas frias.
Horas tais em que o campo de sensações extende-se,
e vislumbramos mais do que simples
comprimentos,
larguras,
profundidades.
Enxergamos com cada extremidade sensorial.
Ouvimos
cada
batida
dos
corações alheios à nossa vida,
e tateamos com a ponta de nossas almas
as camadas mais remotas da,
assim chamada,
realidade.
E o vinho, e a música, e o clima.
E um brinde à solidão."

sexta-feira, dezembro 12

Em qualquer lugar...

Escrevo naõ visando
fama e reconhecimento,
mas tentando encontrar
uma verdade sobre mim mesmo.

Procuro resposta e auxílio
nas minhas sempre tristes palavras
na esperança de um dia
não ser mais triste não.

Escrevendo acabo de alguma forma
me expondo; e nm sempre isso
é bem recebido , até por que exiaste
muito de mim em cada palavra minha.

Mas não tenho medo de como isso é visto;
já não quero mais esconder o que eu
realmente estou a sentir e
o que nem sempre significa

aquilo que realmente sou.
Vivo de momentos, de sentimentos repentinos
que me possuem e levam-me a escrever.
Isso não resulta em mim mesmo,

até porque possuo algumas vontades
que não são minhas, e sim de outros...
Às vezes somos movidos mais por curiosidade
ou por influência de alguém...

E isso tem acontecido muito com todos nós,
e comigo não tem sido diferente.
Flagro-me por vezes fazendo algo
que nem entendo bem por que faço.

Então me ponho a escrever,
e tento buscar alguma verdade
nas palavras escritas por mim mesmo,
que muitas vezes nem são minhas.

Escrevo porque sinto
necessidade em me exressar
e também porque, finalmente
já não tenho medo de me expor.

Estou na poesia, ou em tantas palavras divinas,
estou no céu, no mar, na terra...
Estou no sorriso da menina.
Sim, a poesia está em tudo,
Eu estou em tudo!

quarta-feira, dezembro 3

Às vezs..

Mais uma vez o final está próximo. Como essas datas me entristecem... REcordar sobre o que passou é realmente deprimente. Sinto medo de estar desperdiçando minha vida.
Todo ano eu ptrometo a mim mesmo que aproveitarei tudo ao máximo, mas ainda não tenho feito, álias não faço nada. Sinto que estou deixando a vida passar.
Eu não quero ser apenas mais um, mas só querer já não basta, é preciso agir. Mas, por onde começar? Tem estado tudo tão confuso aqui dentro, tudo tão estranho.
Quem eu sou? O que eu quero? Do que eu preciso?
Vesti uma mascara, usei um disfarce ... Me perdi. E me perco mais a cada dia, não me reconheço mais no espelho e em meio tanta coisa torpe vou me misturando!
CHEGA! Esse não sou eu! Eu não sou apenas isso. Porque tenho me limitado tanto? Sei que sou muito mais e conseguirei ser.
É hora de crescer! Serei o que sou. Sim, eu serei quem eu sou!

Obs.: Acabo de reler o que escrevi.. É um texto clássico de final de ano. Talvez eu tenha vários desse mesmo estilo. Mas, uma ciosa é certa: estou perdido e confuso. Como nunca estive antes. Já não posso mais seguir sozinho e agora mais do que nunca eu nme sinto abandonado, rejeitado, desiludido.

"Eu tive um sonho ruim
e acordei chorando..."
Estou com medo de perder mais uma vez.. Tenho medo de não mais chorar. E não consigo dar o primeiro passo...

terça-feira, dezembro 2

... = [ ...







O amor é algo que nos permite tantas coisas.. É como se fosse uma explosão em um só. Qdo a gente ama conseguimos viajar o mundo inteiro sem sair de cima da cama; é como andar sobre as águas.
É como pular de uma pedra bem alta sem saber a hora em que vc irá cair... Mas, um dia vc cai.. e qdo isso acontece vc se sente bobo, tolo, idiota, sozinho... E começa a perceber que o amor acabou nem sendo tudo aquilo que você imaginava que fosse...
O amor é cruel, esmagador e implacável! Mas, ainda assim é incrivelmente maravilhoso!
[navy]
Um beijo!
Alê! xD

segunda-feira, dezembro 1

Quase um segundo

Hoje eu tive um sonhotão estranhoo.. Todos os possíveis amores que possuo de alguma forma brigavam cmg, ou brincavam cmg.. Foi horrível.. Então essa música descreve com enorme exatidão o que senti!

Ah, que vazio é este? Alguém por gentileza ajude-me!


Eu queria ver no escuro do mundo
Onde está tudo o que você quer
Pra me transformar no que te agrada
No que me faça ver
Quais são as cores e as coisas
Pra te prender?
Eu tive um sonho ruim e acordei chorando
Por isso eu te liguei
Será que você ainda pensa em mim?
Será que você ainda pensa?
Às vezes te odeio por quase um segundo
Depois te amo mais
Teus pêlos, teu gosto, teu rosto, tudo
Que não me deixa em paz
Quais são as cores e as coisas
Pra te prender?
Eu tive um sonho ruim e acordei chorando
Por isso eu te liguei
Será que você ainda pensa em mim?
Será que você ainda pensa?
Às vezes te odeio por quase um segundo
Depois te amo mais
Teus pêlos, teu gosto, teu rosto, tudo
Que não me deixa em paz
Quais são as cores e as coisas
Pra te prender?
Eu tive um sonho ruim e acordei chorando
Por isso eu te liguei
Será que você ainda pensa em mim?
Será que você ainda pensa?