Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, setembro 8

Agora

Há dias que venho tentando buscar inspiração para conseguir escrever algo decente por aqui, mas até hoje ela não veio visitar-me. É como se eu estivesse oco!
Talvez isso se dê porque estou sentindo falta de amar. Sinto falta de algo que quando tenho não me completa por inteiro! O que mais me machuca diante de tudo isso é saber que nunca fui amado de verdade. Sim, nunca fui. Mas qual o problema nisso?
É, esse é o problema. Não me dói admitir isso e nem escrevo tudo isso por que quero que tenham pena de mim... Talvez um amor seja algo ilusório, ficticio. Na realidade, o ilusionismo é muito mais excitante. Gosto de deitar a noite e sonhar com alguém especial, sinto falta disso em todas as noites de frio. Sinto falta principalmente de beijos calorosos, de abraços que desejam ser mais que apenas abraços.
Talvez o amor esteja mais perto de nós do que realmente acreditamos que ele esteje, talvez tudo depende de permitir-se. Sim, permitir-se viver o amor. Deixar-se apaixonar, deixar de pensar em consequências... O amor pode ser uma das principais consequências que deixamos de pensar! As coisas não precisam durar para sempre para que sejam realmente verdadeiras, ou até mesmo inesquecíveis!
Basta deixar-se ser a pessoa certa no momento certo.
E é só isso!
Torçam para que em breve eu possa realmente possa escrever algo que tenha vindo do fundo de mim... É o que espero para hoje!